Coletivos discutem políticas públicas nesta terça-feira com secretário da pasta da cultura no centro de São Paulo

Edição:
Redação

Leia também:

Articulada pelo Movimento Cultural das Periferias, a audiência cidadã que será realizada com o secretário da cultura Alexandre Youssef, na sede da Cia Pessoal do Faroeste, localizada na República, região central de São Paulo, tem o objetivo de provocar uma reflexão sobre o cenário das políticas públicas culturais na cidade, trazendo um olhar crítico em relação à necessária descentralização de recursos público para os territórios periféricos da cidade.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.


Foto Movimento Cultural das Periferias no Seminário Insurgências Periféricas (Foto: Movimento Cultural das Periferias)

Nesta terá-feira (12), coletivos e agentes culturais com atuação nas periferias de toda a cidade de São Paulo estão convocados para participar da Audiência Cidadã que contará com a participação do então secretário municipal de cultura, Alexandre Youssef. O encontro acontece às 19h na sede da Cia Pessoal do Faroeste, localizada na República, região central de São Paulo.

O encontro organizado pelo Movimento Cultural das Periferias foi construído à base de uma articulação com grupos culturais que representam inúmeras linguagens artísticas nas periferias. Desde encontro realizado no mês de fevereiro, o movimento construiu uma pauta representativa do ponto de vista político e cultural, para discutir esse cenário de forma plural com o secretário.

Articulado por artistas e coletivos que atuam nas bordas da cidade, o Movimento Cultural das Periferias vem se consolidando como umas das principais construções políticas e populares cidade dos últimos cinco anos, por depositar sua energia e força de mobilização política para propor estratégias de participação social que visam à descentralização de recursos públicos e aplicação dessas verbas nos territórios periféricos.

Uma das suas ações de incidência política na cidade nesse contexto foi a construção da Lei de Fomento à Cultura da Periferia, vigente desde 2016 e que já destinou mais de 20 milhões de reais às periferias nos últimos dois anos.

Autor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.