Slam do 13 celebra 10 anos de batalhas em julho

Leia também:

Com uma programação gratuita e voltada à literatura marginal periférica, a batalha de poesias completa 10 anos em 2023.

Para celebrar os 10 anos de atuação, o Slam do 13, batalha de poesias autorais que acontece no Terminal Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, realiza no dia 31 de julho, a edição de aniversário. Para celebrar a data, o grupo está produzindo uma música e um clipoético com a participação de todos os integrantes da iniciativa, além de uma coleção de bonés, camisetas e adesivos que serão lançados no evento. 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.

Conduzido pelos poetas e produtores culturais Caio Feitoza, Maite Costa, Jéssica Campos, Santos Drummond e Thiago Peixoto, a iniciativa ocupa o Terminal Santo Amaro desde 2013 para realização de duas batalhas: o 13inho – com poemas autorais de até 13 segundo, e o 13ÃO – com poemas autorais de até 3 minutos. Com lançamentos de livros, shows, exposições e diversas manifestações culturais, o grupo ocupa um dos principais terminais urbanos da região.

“Há 10 anos, quando decidimos montar o [Slam do] 13, nossa missão era difundir esse movimento [do slam] que, até então, contava com apenas três comunidades, todas em São Paulo, mas nenhuma na zona sul.”

Thiago Peixoto, poeta e cofundador do Slam do 13.

Os slams, competições de poesias faladas, se espalharam pelas periferias e grande parte dos grupos realizam suas edições ocupando espaços públicos da cidade. Além das batalhas, que acontecem quinzenalmente, o Slam do 13 também realiza oficinas, palestras e apresentações em escolas, ONGs, empresas, equipamentos de cultura públicos e privados. 

Thiago Peixoto também aponta que, mesmo com mais de 200 slams ativos em todo o Brasil, o reconhecimento do fazer artístico como um trabalho ainda segue distante. “Falta remuneração digna. Ainda que realizemos eventos diversos, publiquemos livros relevantes, os poetas seguem como sempre na corda bamba, entre o sonho e o pesadelo”, aponta.

Políticas públicas

Em 2021, o coletivo desenvolveu o projeto Slam do 13 Emergencial, contemplado pelo Fomento à Cultura da Periferia, edital da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, com o qual, em meio à pandemia, manteve uma programação online que movimentou a cena literária durante um período difícil para o segmento da cultura, em especial, da literatura periférica. 

“[Fazíamos] batalha, oficina, bate-papo, tudo online, nossas atividades foram um respiro pra nossa comunidade de poetas, financeira e psicologicamente falando”, recorda a poeta e produtora Maite Costa, integrante da iniciativa.

O apoio também viabilizou, em 2022, a publicação do livro “A poesia é quem vence”, pela editora Baderna. Uma antologia com 56 poetas que fazem parte da história do Slam do 13, e também a produção do álbum fonográfico “13 na Voz, vol.1”, disponível nas plataformas digitais.

Serviço

Aniversário Slam do 13

Data: 31/07/2023, a partir as 19h

Local: Plataforma do Terminal Santo Amaro

Endereço: Avenida Padre José Maria, 400, Santo Amaro – SP.

Autor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.