Matéria Contextos Periféricos

Festival Doladodecá mobiliza equipes para lutar contra o genocídio da juventude periférica

Além de evidenciar a participação da mulher no futebol de várzea da periferia, a terceira edição do Festival DoLadoDeCá levou para a beira do campo uma campanha #ContraMortesdeJovenNegrosnasPeriferias, focada em mostrar como o futebol está sendo utilizado na periferia como uma ferramenta de empoderamento da juventude.

A última rodada do Festival DoLadoDeCá reuniu 22equipes, entre categorias sub-17, times femininos, masculinos e veteranos no Campo do Vila Izabel, um dos principais times de várzea da periferia do município de Osasco, região metropolitana do estado de São Paulo. Além de evidenciar a participação da mulher no futebol de várzea, o evento serviu como um instrumento de conscientização sobre a morte de jovens negros na periferia.

Unindo equipes tradicionais na história do Futebol de Várzea Paulistano, a terceira edição do Festival DoLadoDeCá levou para a beira dos campos a campanha #ContraMortesdeJovenNegrosnasPeriferias. Um dos principais objetivos do evento é mostrar como as equipes estão utilizando o futebol como uma ferramenta de empoderamento da juventude.

Criado pela Rede DoladodeCá, especializada em pesquisas de mercado e ativação de marcas junto as classes populares por meio do Negócio Social, o Festival Doladodecá 2016 confirma o seu compromisso em destacar o futebol, como um dos pilares da cultura da periferia, abrindo espaços para partidas entre equipes femininas, times veteranos e categorias sub-17.

Confira a reportagem completa do Você Repórter da Periferia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 31 Julho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://desenrolaenaomenrola.com.br/