Matéria Territórios Criativos

Feira Literária da Zona Sul reforça a articulação de coletivos da periferia

O Você Repórter da Periferia acompanhou o trabalho do Sarau do Binho, durante a organização da Feira Literária da Zona Sul, iniciativa que está fortalecendo o trabalho de escritores, articuladores culturais e editoras independentes.

Em setembro, mês da cultura independente, a cidade de São Paulo mostrou o potencial da produção cultural articulada pelos coletivos literários da periferia. E é no bairro do Campo Limpo que o Você Repórter da Periferia foi conferir o trabalho do Sarau do Binho, que organizou a 1° Feira Literária da Zona Sul. Uma iniciativa que está fortalecendo o trabalho de escritores, articuladores culturais e editoras independentes, além disso, o evento está ampliando as opções de lazer e entretenimento dos moradores do bairro.

Rica em diversidade cultural, criatividade e autenticidade, a literatura da periferia vai aos poucos se consolidando como um dos movimentos culturais mais ricos e transformadores da história da cultura brasileira. E parte dessa história, está sendo escrita na periferia de São Paulo por coletivos culturais que articulam saraus literários em diversas comunidades da cidade.

Assista a reportagem de Paula Domingues!

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 17 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://desenrolaenaomenrola.com.br/