Notícia Territórios Criativos

Centro de Mídia M’Boi Mirim realiza oficinas virtuais de vídeo projeção

Vídeo mapping e graffiti digital são alguns dos temas abordados na formação gratuita, que é uma iniciação para o mundo da vídeo projeção. As inscrições para as atividades estão abertas até o dia 22 de abril.

 O Centro de Mídia M'Boi Mirim, espaço de trabalho compartilhado e formação para comunicadores, empreendedores e agentes culturais das periferias, realiza entre os dias 26 e 29 de abril a Semana de Cultura Digital, uma formação gratuita de vídeo projeção organizada em parceria com o Coletivo Coletores.

A oficina de vídeo projeção faz parte da Semana de Cultura Digital, evento que foi adaptado para o ambiente virtual devido a pandemia de covid-19. Em parceria com o Coletivo Coletores, a oficina acontece de maneira gratuita e os interessados devem se inscrever por este link.

O objetivo da formação é promover uma série de diálogos sobre arte, tecnologia e cidade. Os encontros são temáticos e acontecem de forma virtual e gratuita. Para participar, é necessário ser morador(a) das periferias e ter mais de 16 anos. Serão disponibilizadas 30 vagas e as inscrições estarão abertas até o dia 22 de abril ou até o número de inscritos ser atingido.

As atividades serão realizadas pela plataforma do Google Meet. Os encontros acontecem das 19h às 21h e cada um deles apresentará um tema específico relacionado com a vídeo projeção, serão eles: vídeo mapping, vídeo guerrilha, projeção em shows e graffiti digital. 

A ideia é que a formação seja uma iniciação à vídeo projeção. Não há formação de VJ, profissional de vídeo projeção nas faculdades. Muitas pessoas também não sabem o que é necessário para se fazer vídeo projeção. Então, se você é um produtor cultural, você pode descobrir como esse recurso pode ampliar a experiência visual da sua atividade. Ou se você viu uma vídeo projeção e quer aprender como ela acontece. Ou ainda, se você é do graffiti, do audiovisual, ou de outras linguagens artísticas, pode acrescentar a vídeo projeção ao seu trabalho. O mais interessante da formação é que ela pode abrir possibilidades

Toni Baptiste, coletivo coletores

Coletivo Coletores 

Criado em 2008 pelos artistas visuais Toni Baptiste e Flávio Camargo, o Coletivo Coletores é de São Mateus, na zona leste de São Paulo. O Coletores atua com instalação, stencil, web art, fotografia, interfaces de baixas tecnologias, game art, vídeo mapping e publicações impressas. Já participaram de inúmeras atividades nas periferias e também realizaram exposições, palestras e intervenções artísticas na Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Dakar (Senegal), Red bull Station, FILE- Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, Instituto Tomie Ohtake, entre outros.

Para conhecer o trabalho do Coletivo Coletores, acesse seu perfil no instagram.

Semana de Cultura Digital do Centro de Mídia M'boi Mirim 

 26, 27, 28 e 29 de abril

19h às 21h, pelo Google Meet - somente inscritos

Para se inscrever, acesse o formulário aqui.

Veja também:

 

Comentários: 1

RogerBeatJesus em Sábado, 10 Abril 2021 07:36

Plow Plow Plow 🙌🏾🔥 vamo que vamo! Uma grande oportunidade de ampliar os conhecimentos E desenvolver ações de arte e cultura com mais qualidade e tecnologia, para os nossos da Perifá \o/

Plow Plow Plow 🙌🏾🔥 vamo que vamo! Uma grande oportunidade de ampliar os conhecimentos E desenvolver ações de arte e cultura com mais qualidade e tecnologia, para os nossos da Perifá \o/
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 16 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://desenrolaenaomenrola.com.br/