ENTREVISTA

Samara Sosthenes destaca os direitos das mulheres trans e travestis

O Brasil é o país com mais mortes de pessoas trans e travestis no mundo pelo 14º ano consecutivo.
Edição:
Ronaldo Matos

Leia também:

Segundo o “Dossiê Assassinatos e Violências contra Travestis e Transexuais brasileiras”, realizado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), o Brasil é o país com mais mortes de pessoas trans e travestis no mundo pelo 14º ano consecutivo.

Mulheres trans e travestis têm a menor estimativa de vida, aponta o documento. Diante desse cenário, a jornalista Thais Siqueira conversa com a covereadora, Samara Sosthenes para aprofundar o entendimento sobre políticas públicas na luta por direitos das mulheres trans e travestis. O segundo episódio está disponível no canal do Youtube do Desenrola e Não Me Enrola. 

O Brasil também é o país que mais consome pornografia de pessoas trans e travestis, a mesma pessoa que mata, que ofende esse corpo, é a mesma pessoa que além de procurar na internet esse tipo de conteúdo, também procura nas ruas (…) então, pensar em políticas públicas, a gente precisa pensar primeiramente do por que desse ódio? Por que os nossos corpos durante anos foram tão demonizados? A gente tem algumas políticas efetivas como o projeto Transcidadania, hoje a gente tem a Rede Sampa Trans, a gente tem as portarias que garantem o nome social, a retificação de nome, mas garantia de vida e de direito o Brasil ainda não tem, o Brasil ainda não oferece.

Samara Shosthenes, covereadora.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.

A direita a covereadora, Samara Sosthenes, à esquerda a jornalista, Thais Siqueira durante o programa Desenrola Aí. Foto: Pedro Oliveira (maio/2023)
A direita a covereadora, Samara Sosthenes, à esquerda a jornalista, Thais Siqueira durante o programa Desenrola Aí. Foto: Pedro Oliveira (maio/2023)

Sobre o Desenrola Aí

O Desenrola Aí é um programa quinzenal que visa trocar ideias com especialistas da quebrada, descomplicando assuntos relevantes, que afetam o cotidiano da população negra e periférica e os direitos humanos, que é a essência da nossa existência e convivência enquanto sociedade. Nessa primeira temporada vamos abordar sobre os direitos, à vida e a luta da população LGBTQIAPN+ nas periferias. O Desenrola Aí tem como realização o Desenrola e Não Me Enrola e Fluxo Imagens.

Autor

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.