ENTREVISTA Raízes Periféricas

“Meu sonho era ter uma filha”, diz Elvira Gonçalves, migrante baiana moradora do Jardim Ângela

Aos 68 anos de idade, a migrante baiana da cidade de Ibititá compartilha como dedicou parte da sua vida  para cuidar dos filhos e revela o trauma de perder uma filha aos 17 anos e mais tarde realizar o sonho de ter outra menina.  

Entrevista Raízes Periféricas

Do Ceará para São Paulo, Silene Alves se redescobriu e continua sonhando com o futuro

Entre chegadas e partidas, foi em São Paulo que Silene fixou morada e hoje se redescobre dentro da costura e faz planos para seu futuro.

Entrevista Raízes Periféricas

Rita de Cássia: uma trajetória de muitas transformações

Com uma trajetória de vida marcada por dores e muitas conquistas, ela conta como algumas mulheres apoiaram e marcaram sua juventude e a experiência de ser mãe.

OPINIÃO Raízes Periféricas

Uma carta para minha mãe, vítima de Covid-19

 Esta carta é uma singela homenagem de Ana Luiza à sua mãe como forma de demonstração do seu amor e carinho, revelando que para o amor não existem barreiras, nem mesmo as que separam o plano físico do espiritual.

OPINIÃO Raízes Periféricas

Maternidade e pandemia: por amor a minha filha busquei forças para seguir

Com todas as dificuldades e desafios nessa jornada de me tornar mãe durante a pandemia de covid-19, eu só posso agradecer pela vida da minha filha, porque foi o amor por ela que me salvou de uma depressão profunda, é o amor por ela que tem sustentado e trazido alegria para a minha família.

Entrevista Raízes Periféricas

“O fanzine é uma arma de revolução”, diz artista e educador social do Jardim Ângela

Através da arte do fanzine, o educador social Roger Beats, aborda diversas temáticas de luta e resistência da população periférica. Além de proporcionar vivências de recorte, montagem e colagem em fanzines para crianças e adolescentes, através desta linguagem artística e comunicativa, eles descobrem novas possibilidades de enxergar e estar no mundo.

Entrevista Raízes Periféricas

Moradora do Grajaú usa literatura para discutir a 'travestilidade' da quebrada

A partir da realização de encontros literários, a produtora cultural Marcia Marci criou um espaço afetivo, cultural e político que mobiliza jovens moradores do Grajaú e de outros bairros para de maneira sensível e acolhedora debater gênero, sexualidade e a ideia de ocupar a cidade.

Entrevista Raízes Periféricas

Vó Tutu transforma quintal de casa em lugar de afeto e construção política na Brasilândia

Através de ações que vão de cuidados com saúde à alimentação de idosos e crianças, Vó Tutu, moradora da Brasilândia, pensa no crescer e envelhecer dentro das periferias, e com isso vem construindo espaços políticos e de afeto no quintal de sua casa.