6 blocos para curtir o carnaval na M´Boi Mirim

De 02 à 10 de março, o final de semana promete para os foliões que moram nos distritos do Capão Redondo, Jardim São Luís e Jardim Ângela. O Desenrola listou seis desfiles que já são tradição nesses territórios, provocando os moradores a botar o bloco na rua.

Por Da Redação 27/02/2019 - 17:58 hs
Foto: João Victor Santos

Você tem dúvidas que o espírito comunitário dos territórios periféricos se fortalece ainda mais em épocas de carnaval? Se você ainda não pensou sobre isso vale muito a pena conhecer cada um dos cinco blocos que nós indicamos neste guia de carnaval da quebrada.

Os blocos são uma mistura de cultura popular com lutas de movimentos sociais, engajados em levar para o seu território um pouco de alegria em épocas de crescentes desigualdades sociais nas periferias. Se você for a algum desses blocos, não deixe de fortalecer e economia local e conhecer um pouco mais a história dessas iniciativas.

Programe-se e bom Carnaval!

Bloco do Beco no Jardim Ibirapuera

Neste sábado (02/03) de carnaval, o Bloco do Beco repete a tradição que já dura 16 anos, ao mobilizar os moradores do Jardim Ibirapuera, zona sul de São Paulo e de diversos outros bairros vizinhos, para se juntarem a um cortejo pelas ruas do bairro, com muita marchinha ritmada pela bateria do bloco. O bloco atrai cerca de 1 mil pessoas para compartilhar a cultura popular do carnaval na periferia.

Local de Concentração: Rua Bento Barroso Pereira, 2, 05815-085 São Paulo

Data: (02/03)

Horário: 16h

 

Bloco do Hercu no Jardim Herculano

Com apresentação de DJ, bateria e samba ao vivo, o Bloco do Hercu busca valorizar a tradição do domingo de carnaval, atraindo foliões de diversas comunidades no entorno do bairro, para mergulhar em histórias interessantes cantadas em seu samba enredo. Formado por educadores sociais, moradores e músicos, o bloco foi fundado em 2013, com a proposta de fortalecer os laços culturais já existentes entre os moradores do Jardim Herculano, comunidade pertencente ao distrito do Jardim Ângela, zona sul de São Paulo.

Local de Concentração: Rua Ignácio Limas, Jardim Herculano,CEP: 04920-050

Data: (03/03)

Horário: 13h30

 

Bloco Afro É Di Santo na Piraporinha

Com o tradicional cortejo pelas ruas do bairro da Piraporinha, na estrada do M´Boi Mirim, zona sul de São Paulo, o Bloco Afro É Di Santo  faz uma saudação aos tambores e a sabedoria ancestral, para cantar junto com moradores, artistas, coletivos e grupos culturais que valorizam a cultura afro-brasileira. Criado em 2010 pelo grupo Espírito de Zumbi, o bloco busca valorizar toques e ritmos de origem afro-brasileira com composições autorais e canções de ritmo samba-reggae.

Local de Concentração: Casa de Cultura M´Boi Mirim – Avenida Inácio Dias da Silva

Data: (04/03)

Horário: 15h00

 

Bloco do Litraço no Jardim São Luís

Criador por um grupo de amigos e artistas independentes do Jardim São Luís, o bloco do Litraço faz uma referência a cultura de beber com responsabilidade sem perder a alegria de ser um folião periférico. Para honrar essa tradição, a concentração do bloco que acontece nesta segunda-feira (04) será em um bar bastante conhecido na comunidade, onde famílias, jovens e idosos são bem vindos a cortejo pela comunidade.

Local de Concentração: Bar do Prudas – Rua José Severo Pereira, 131

Data: (04/03)

Horário: 14h00

 

Bloco Império do Morro no Monte Azul

Na terça-feira de carnaval (05/03), a partir das 15h, os moradores do Jardim Monte Azul prestigiam o desfile do bloco Império do Morro, que desfila desde 1982 pelas ruas do bairro, promovendo o resgate das tradições carnavalescas por meio da música e cultura popular. Seguindo a tradição, os organizadores incentivam a participação dos moradores da comunidade, atraindo crianças, jovens e famílias.

Local da Concentração: Rua Inácio Dias de Oliveira – Jardim Monte Azul – Próximo a padaria Monte Azul

Data: 05/03

Horário: 15H

 

Bloco Afro Batuquedum no Parque Independência

Ao fomentar a conexão de jovens com a cultura afro-brasileira, por meio da Capoeira de Angola, O Bloco Afro Batuquedum aposta nos instrumentos afro-percurssivos para despertar na juventude periférica um contato com a sua história ancestral. Essa tradição surgiu ao fomentar a conexão de jovens com a cultura afro-brasileira, por meio da Capoeira de Angola, surgindo logo depois um grupo de percursionistas que deu origem ao bloco. Para emanar essa tradição pela comunidade e moradores, o desfile percorre as ruas do Parque Independência, na zona sul de São Paulo.

Local da Concentração: Rua Gabriel Carozza, 28, Parque independência - SP

Data: 10/03

Horário: 10H