NOTÍCIA

Grupo de teatro discute infância e funk em espaços culturais periféricos na zona sul de SP

Edição:
Redação

Leia também:

 O grupo de teatro Rosas Periférica usa funk para retratar o cotidiano das crianças nas periferias.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.


Embalado pelo ritmo do funk, o espetáculo retrata o universo das crianças, seus sonhos e desejos. (Foto: Andressa Santos)

Nesta quarta-feira (18), o grupo Rosas Periférica dá sequência a uma série de apresentações gratuitas do espetáculo Ladeira das Crianças – TeatroFunk em espaços culturais independentes localizados no Jardim São Luís, Campo Limpo e Capão Redondo, zona sul de São Paulo.

Após realizar uma série de apresentações na zona leste de São Paulo, o espetáculo chega a ONG Interferência, localizada no Capão Redondo, com apresentações às 11h e 14h. Dando continuidade na circulação pela região, no dia 28, o grupo se apresenta às 11h no Espaço Cultural CITA, no Campo Limpo, e no mesmo dia estará presente às 13h na Quadra da Comunidade Monte Azul.

No domingo (29), o Rosas Periféricas encerra a sua temporada de apresentações presenciais nas periferias da zona sul de São Paulo com uma intervenção às 11h na Casa 27 e às 15h realiza a última encenação na Biblioteca Comunitária Luiza Erundina, localizada no Jardim Ibirapuera.

Cena do espetáculo Ladeira das Crianças – TeatroFunk. (Foto: Andressa Santos)

Inspirados pelos livros ‘O Pote Mágico’ e ‘Amanhecer Esmeralda’ do escritor Ferréz, o grupo de teatro Rosas Periféricas criou o espetáculo Ladeira das Crianças – TeatroFunk, para retratar o universo das crianças periféricas, seus desejos e sonhos embalados pelo ritmo do funk.

No espetáculo tem vários personagens marcantes da infância nas periferias: tem criança que sonha em ser DJ, menino curioso para saber o que há dentro do pote e menina de cabelo de nuvem e garota que vive no mundo da lua.

A peça, dirigida pelo coletivo, estreou em 2019, quando o grupo completou 10 anos. Investigando o próprio território, os integrantes perceberam a importância das crianças para formação de um público periférico e, junto com elas, da valorização da linguagem do funk na região.

Confira a programação:

18/ de maio (quarta-feira)

11h e 14h – ONG Interferência

Rua José de Brito, 91 – Jardim Lilah. SP/SP.

25 de maio (quarta-feira)

15h – Exibição online nas páginas

Facebook e Youtube do Grupo Rosas Periféricas

27 de maio (sexta-feira)

15h – Exibição online nas páginas

Facebook e Youtube do Grupo Rosas Periféricas

28 de maio (sábado)

10h – Espaço Cultural – CITA

Rua Aroldo de Azevedo, 20 – Jardim Bom Refúgio. Campo Limpo. SP/SP.

13h Quadra da Comunidade Monte Azul

Rua Vitalina Grasmann, 290 – Jardim Monte Azul. SP/SP.

29 de maio (domingo)

11h – Casa 27

Rua Pedro Starbulov, 152 – Grajaú. SP/SP.

15h Biblioteca Comunitária Luiza Erundina

Rua Acédio José Fontanete, 86 – Viela Química, Jardim Ibirapuera. SP/SP.

Autor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.