Notícia

Confira formações promovidas por iniciativas periféricas com inscrições abertas

Edição:
Evelyn Vilhena

Leia também:

A partir de diferentes abordagens, de mercado musical a breaking, as formações promovidas por grupos enraizados nos territórios são gratuitas e tem previsão de início para o mês de março.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.


Peça Jardim Vertical do grupo Pandora de Teatro – Foto de Mandy Barboza

Elas no Corre – Coletivo Nóiz na Rua

Com intuito de fortalecer jovens mulheres que trabalham no mercado da música, o coletivo Nóiz na Rua está com inscrições abertas para as formações do Elas No Corre: Mercado Musical. Os encontros tem como público alvo mulheres cis e trans, de 18 a 29 anos, moradoras das periferias de São Paulo, que empreendam ou se interessem em alguma área do ecossistema da música, como fotografas, estilistas, maquiadoras, videomaker, produtoras, beatmaker’s, dj’s, entre outras.

Com inscrições abertas até dia 09/03, as formações acontecem entre 16/03/23 até 04/05/23, com encontros às quintas, das 19h às 20h30, em formato presencial na sede da produtora A Banca, no Jardim Kagohara, zona sul de São Paulo. Serão 8 encontros abordando temas como: propriedade intelectual, direitos autorais, distribuição, marketing e outras temáticas que envolvem o mercado musical.

O Nóiz na Rua é um coletivo criado no Jardim Ângela, zona sul de São Paulo, formado por jovens artistas e produtoras culturais que tem o objetivo de realizar eventos, formações e ser uma rede de fortalecimento entre jovens que buscam atuar a partir de sua arte. 

Teatro e Audiovisual – Casa de Cultura São Miguel Paulista

A Casa de Cultura São Miguel Paulista, localizada na zona leste de São Paulo, está com inscrições abertas para oficinas artísticas gratuitas de audiovisual e teatro. A formação “Democratizando o cinema na periferia”, será ministrada por Allyns, artista multilinguagens, e irá utilizar o celular como ferramenta de produção audiovisual.

A oficina não tem classificação de idade, mas tem como foco o público iniciante e intermediário. Os encontros serão aos domingos, das 14h às 17h, com início no dia 05 de março e vão até dia 26 de novembro. Interessados podem se inscrever e acompanhar as oficinas mesmo depois da turma já iniciada.

Na formação de Teatro e Ancestralidade, o objetivo é pensar a criação artística como um lugar de encontro e partilha, além de ampliar as referências na linguagem do teatro, estimular a autonomia e oferecer ferramentas de criação cênica.

Os encontros de teatro serão às quintas-feiras, das 13h30 às 16h30, com início em 02 de março até 30 de novembro, e tem como público alvo maiores de 12 anos, em nível iniciante. Assim como a oficina de audiovisual, com a inscrição realizada pelo formulário a participação está liberada mesmo após a data de início dos encontros.

Poéticas do Absurdo Latino Americanas – Grupo Pandora de Teatro

No dia 04 de março, sábado, das 13h às 16h, o Grupo Pandora de Teatro ministra a formação “Poéticas do Absurdo Latino Americanas”, com 20 vagas voltadas para maiores de 14 anos, que será realizada na Oficina Cultural Oswald Andrade, no Bom Retiro, São Paulo, com entrada gratuita. A formação propõe refletir sobre as formas que o Teatro do Absurdo influenciou a dramaturgia na América Latina.

Aliado a oficina, o grupo também irá apresentar no mesmo espaço cultural o espetáculo “Jardim Vertical”, na sexta (03/03), às 20h00 e sábado (04/03), às 18h00. A peça é uma fábula que reflete sobre as relações familiares e a falsa ideia de segurança a partir do dia a dia de uma família que opta por se isolar do mundo exterior em um seguro apartamento no 47° andar de um edifício.

Com 19 anos de atuação, o Grupo Pandora de Teatro é enraizado no território de Perus, zona noroeste de São Paulo, e em suas criações abordam temáticas que envolvem à história de Perus e do Brasil, suas injustiças sociais e problemáticas, através da invenção poética.

Breaking – Grupo Unity Warriors

No sábado, (04/03), às 16h, no município de Cajati, São Paulo, acontece a oficina de breaking ministrada pela Unity Warriors. No mesmo dia, às 20h, o grupo apresenta o espetáculo “MANOfestAÇÃO”, seguida de bate-papo. As atividades são gratuitas e acontecem na Concha Acústica da Praça da Bíblia, que fica na Avenida Fernando Costa, 1535 – Jardim Isabel, Cajati.

Já no domingo, (05/03), às 10h, o grupo ministra a oficina de breaking em Registro, São Paulo. No mesmo dia, às 18h, realizam a apresentação do espetáculo “MANOfestAÇÃO”, seguida de bate-papo. As ações também são gratuitas e acontecem no Teatro Caixa Preta de Teatro, que fica na Rua Meraldo Prévidi, 531, no Centro de Registro, São Paulo.

Nas duas cidades, a oficina apresentará os fundamentos técnicos do breaking por meio de jogos e diálogos estabelecidos sobre o pensar e fazer dança. Cada oficina contará com 20 vagas gratuitas destinadas para adolescentes e jovens com ou sem experiência em dança.

O grupo Unity Warriors surgiu em 2015, a partir da união de jovens da periferia de Perus e São Miguel Paulista, com a proposta de celebrar a cultura hip-hop através do breaking.

Autor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.