Notícia

Curso gratuito forma desenvolvedores nas periferias para trabalhar em empresas de tecnologia

As vagas são direcionadas para moradores das periferias de São Paulo, mulheres, pessoas negras e LGBTQIAP+. As inscrições estão abertas até 20 de setembro.
Edição:
Ronaldo Matos

Leia também:

Estão abertas as inscrições para as próximas turmas do curso de tecnologia, voltado para formação de desenvolvedores, realizado pela Generation Brasil, organização social que investe em educação com foco em empregabilidade. O curso é totalmente gratuito e engloba diferentes linguagens de programação como: Java, React JS, HTML, CSS, JavaScript, MySQL, Spring Boot, entre outras, centralizadas em uma metodologia de Bootcamp Java e JavaScript.

A proposta do curso é proporcionar uma aprendizagem intensa e acelerada para quem tem vontade de se inserir no mercado de tecnologia, portanto é necessário ter interesse e disposição para aprender e se aprimorar. As inscrições para o curso estão abertas até o dia 20 de setembro e o formulário está disponível para ser acessado neste link.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.

“Eu entrei sem saber declarar uma variável e hoje trabalho na construção do backend de uma das maiores instituições financeiras da América Latina”, diz Lucas Queiroz, morador de periferia e um dos participantes do curso de formação de programadores.

Lucas é formado em Publicidade e Propaganda. Após concluir a graduação, ele tentou oportunidades de trabalho na área, mas não conseguiu uma colocação no mercado. Sendo o único responsável pelo sustento de sua família, o jovem se inscreveu no curso de tecnologia da Generation Brasil para ampliar as suas oportunidades de introdução no mercado de trabalho e construção de uma carreira.

Créditos: Foto Divulgação

Nesta edição do curso, as vagas são voltadas para pessoas com 18 a 30 anos moradoras de São Paulo ou da região metropolitana, que enfrentam dificuldades socioeconômicas e ou pertencem a grupos sub-representados na área da tecnologia, como: mulheres, pessoas negras e para a comunidade LGBTQIAP+. Além disso, é necessário ter o ensino médio completo.

Com duração de três meses, as próximas turmas começam em outubro e novembro. As aulas são ao vivo e é necessário dedicação em tempo integral de segunda a sexta, das 8h às 17h. Em formato híbrido, com a maioria das aulas on-line, tendo alguns encontros presenciais, que são obrigatórios, o curso proporciona o desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais orientadas para o mercado de trabalho, mentoria de carreira, suporte psicológico e de equipamento quando necessário.

Thiago Martins também foi aluno da Generation e conta um pouco da sua experiência. “Foi muito mais do que eu esperava, quando eu entrei na Generation e vi o apoio que tinha: ‘se você não tiver o notebook a gente vai te emprestar, se você precisar de internet a gente vai auxiliar’. Foi algo que realmente mudou minha vida”, relata.

Para além das aulas e dos suportes, a Generation viabiliza a conexão das pessoas formadas com empresas parceiras através da feira de talentos, da plataforma de empregabilidade e outros eventos.

Créditos: Foto Divulgação

Desde 2019, a Generation Brasil já formou mais de 2.500 pessoas, sendo que 80% dos concluintes do curso começam a trabalhar em até 6 meses. O objetivo da ONG é proporcionar educação para o emprego, transformar a empregabilidade em tecnologia no país e gerar oportunidades reais para pessoas que foram vulnerabilizadas.

As inscrições para o curso estão abertas até o dia 20 de setembro e o formulário está disponível para ser acessado neste link.

Autor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos.